Ficha básica linux

Nossa, isso é velhão, deve ser bem de 2005.. pode servir pra alguém >:]

COMANDOS BÁSICOS                                 EDITANDO ARQUIVOS COM O VIM

1. Entrar em um sub-diretório 'paul' dentro      1. Abrir um arquivo com o VIM para edição
   do diretório 'home' do '/'.                      $ vim /tmp/teste.txt
   $ cd /home/paul                               
                                                 2. Comandos a serem digitados  dentro do VIM
2. Listar o conteúdo do subdiretório 'paul'         para ações de edição nos arquivos.
   $ ls /home/paul                               
                                                 'ESC'    Volta ao modo de comandos do VIM.
3. Copiar 'x1' para o diretório '/home/paul'     'INSERT' Edita o texto apartir do cursor.
   $ cp x1 /home/paul/                           'dd'     Deleta a linha em que está o cursor
                                                 'yy'     Copiar a linha apartir do cursor.
4. Copiar todos arquivos que comecem por 'x' no  
   diretório '/billy' para subdiretório 'src'    
   que se encontra no diretório 'usr'            - MODO DE COMANDO DO VIM
   $ cp /billy/x* /usr/src                       ':split ' abre outra  janela dentro
                                                 do VIM para editar um novo ""
5. Mover subdiretório '/billy/joe' para '/rock'  ':r ' lê o conteúdo  do ""
   $ mv /billy/joe /rock                         jogando-o dentro do arquivo editado atual.
                                                 ':s/texto/subtexto/g' modifica  toda palavra
6. Remover todos os arquivos do diretório /tmp   "texto" por "subtexto" no arquivo atual.
   que iniciem por 'x' e terminem por '.zip'     ':q!' sai do VIM sem salvar as alterações.
   $ rm x*.zip                                   ':w' salva todas as alterações do arquivo.
                                                 ':x' salva alterações e sai do arquivo.


COMANDOS BÁSICOS DE ADMINISTRAÇÃO                ARQUIVOS IMPORTANTES E/OU DE CONFIGURAÇÃO

1. Listar processos do sistema linux             /etc/fstab, pontos de  montagem automático e
   $ ps aux                                      seus sistemas de  arquivos que serão usados.
                                                 /etc/passwd, arquivo  de  usuários e senhas.
2. Pesquisar na lista de processos, um processo  /etc/hosts, declaração de  hosts  que  serão
   específico chamado de 'thunderbird'           reconhecidos localmente pela máquina.
   $ ps aux | grep thunderbird                   /etc/inittab,  niveis  de  inicialização  do
                                                 sistema e definição de alguns comandos.
3. Mata processo pelo seu PID (Process ID)       /etc/profile, definição de dados e variáveis
   $ kill -9 1245                                além de comandos para todos os usuários.
                                                 /var/log/messages,  arquivo de log  contendo
4. Mata processo pelo nome do mesmo              informações vitais ao sistema e de segurança
   $ killall -9 thunderbird
                                                 DIRETÓRIOS IMPORTANTES
5. Adicionar um Usuário 'mulatinho' no Linux
   # adduser mulatinho                           /etc, diretório onde  se encontram a maioria
                                                 dos arquivos de configuração do Linux.
6. Removendo Usuário 'mulatinho' do Linux        /usr, diretório onde  está grande parte  dos
   # userdel mulatinho && rm -rf /home/mulatinho software utilizados pelo linux, além de suas
                                                 bibliotecas, ícones e binários d aplicativos
7. Mudando senha do usuário 'mulatinho' no linux /dev, local onde estão todos os dispositivos
   # passwd mulatinho                            e periféricos referenciados por nomes.
                                                 /home, diretório de usuários do linux.
8. Mudando dono e grupo de um arquivo            /proc, coleta de informações do sistema.
   # chown :               /lib, bibliotecas do sistema linux.

COMANDOS DE REDE                                 COMANDOS DE GERENCIAMENTO DE PACOTES RED-HAT

1. Setando IP na interface de rede 'eth0'        1. Visualizando  TODOS os pacotes instalados
   # ifconfig eth0 192.168.0.10                     $ rpm -qa

2. Setando a máscara da placa de rede 'eth0'     2. Listando conteúdo de um pacote
   # ifconfig eth0 netmask 255.0.0.0                $ rpm -ql 

3. Adicionando/Removendo faixa de rede na rota   3. Mostrando informações resumidas do pacote
   # route add/del -net 192.168.0.0 dev eth0       $ rpm -qi 
   netmask 255.0.0.0 broadcast 192.168.0.255
                                                 4. Instalando um pacote .RPM no sistema
4. Adicionando Rota de rede padrão, aonde no        # rpm -hiv 
   no exemplo nosso gateway é o '192.168.0.1'    
   # route add default gw 192.168.0.1            5. Desinstalando um pacote .RPM do sistema
                                                    # rpm -e 
5. Testando se o gateway/ip está OK e na rede.                                                
   # ping 192.168.0.1                            6. Descobrindo um nome de um pacote  apartir
                                                    de um arquivo existente no sistema
6. Scaneando a rede atrás de um IP para ver o       $ rpm -qf /bin/df
   tráfego na intranet/internet de dados.
   # tcpdump -i eth0 | grep "192.168.0.232"

7. Mostrar portas abertas na máquina
   $ netstat -natup


COMANDOS A NÍVEL DO SISTEMA DE ARQUIVOS          EXPRESSÕES REGULARES

1. Vendo o espaço ocupado/disponível em disco    1. Modificando todas as palavras 'INSERTF' e
   nas partições montadas no sistema                'BLOB' por 'INSERT' e 'BYTEA' respectiva-
   $ df -Th                                         mente no arquivo 'teste.txt'
                                                    $ sed -e 's/INSERTF/INSERT/g; 
2. Vendo tamanho de um diretório ou arquivo         s/BLOB/BYTEA/g' teste.txt
   $ du -hs /home/mulatinho
                                                 2. Deletar todas  as linhas que  tenham  uma
3. Montando um volume de CD-ROM, no exemplo,        palavra 'ALTER TABLE' no arquivo 'ts.sql'
   /dev/hda, no diretório '/mnt'                    $ sed -e '/ALTER TABLE/d' ts.sql
   # mount -t iso9660 /dev/hda /mnt
                                                 3. Em uma variavel com uma série de palavras
4. Desmontando um volume do sistema                 buscar um valor e retornar NULO caso  nao
   # umount /mnt (onde /mnt eh o local montado)     a encontre, ou a palavra caso encontre.
                                                    $ echo "Mensagem de amor" | sed -e 
5. Saber que em que tipo de formato está um         "/amor/!d; s/.*amor.*/amor/"
   arquivo do nosso sistema
   $ file /billy/joe/jack.zip                    4. Imprimir na tela o segundo campo da linha
                                                    $ awk '{ print $2; }' /tmp/arquivo.txt
6. Criar um diretório no Linux
   $ mkdir /mnt/pendrive                         5. Matar todos os processos que tenham  nome
                                                    de 'vim' usando uma linha!
7. Remover uma pasta e seus sub-diretórios          $ PIDS=`ps aux | awk '{ print $1; }' 
   $ rm -rf /mnt/pendrive                           for PID in $PIDS; do kill -9 $PID; done
Anúncios
2 comentários
  1. virgínio disse:

    É velhão sim Mulatinho, mas a maioria são comandos sempre uto úteis patra um iniciante. Gostei!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: